home Noticia - Bloco COR 1.376 views # Ginásio em degradação

Más condições do Ginásio poliesportivo de Tracuateua causa indignação à usuários.

   

     O único ginásio público de Tracuateua vem sofrendo várias críticas por parte de usuários e visitantes por conta de sua condição de degradação em que se encontra.

     Nos últimos meses foram feitas várias reclamações à equipe do Portal Tracuateua em relação a péssima situação em que está o ginásio municipal de Tracuateua, o popular “Pinheirão”.

       O ginásio poliesportivo Pinheirão que é responsável por receber importantes eventos esportivos (e até culturais), apresenta uma nítida deterioração, como pode-se ver nas grades enferrujadas (e em algumas partes cortantes) que separam o público da quadra. Nos últimos meses foram feitas ações de recuperação dessas grades através de soldas e emendas em trechos que estavam soltos. Um usuário (que preferiu não se identificar) disse que essas grades, como estão, colocam em risco a integridade física dos atletas em uso do ginásio, podendo causar cortes e doenças por conta das ferrugens, “ a prefeitura empurrando o problema do ginásio com a barriga”, afirmou o mesmo.

       Outro problema apresentado pelo ginásio é a grande quantidade de refletores queimados. Nossa equipe esteve no ginásio e conferiu que há ao menos sete (07) refletores apagados, o que acaba dificultando as práticas esportivas durante o turno da noite nesse espaço.

     No último domingo (25 de junho) o Pinheirão sediou uma etapa do campeonato paraense de handebol; com a demarcações da quadra apagadas, houve momentos em que a arbitragem foi prejudicada comprometendo algumas partidas. Ainda no domingo (durante o campeonato paraense de handebol) o ginásio se encontrava sem água, obrigando torcedores, atletas e comissões técnicas a sair do espaço para conseguir tomar banho, alguns inclusive foram tomar banho em igarapé (não como lazer, mas como necessidade). Por conta da falta de água, uma cena inusitada aconteceu, alguns atletas resolveram tomar banho com a água que caia pelas calhas do prédio.

     A maior reclamação dos usuários é que a taxa paga para o uso do ginásio não é revestida para uma melhor estrutura do ginásio nem mesmo para a manutenção do mesmo. Muitos usuários reclamam que não é disponibilizado sequer bola para a prática do futsal. Outro usuário (que também preferiu não ser identificado) reclama do valor da taxa para utilizar o pinheirão, “não é justo pagar R$10,00 por uma ordem nos horários da manhã e tarde já que não se usa energia elétrica, e nem é justo pagar R$15,00 por uma ordem pra usar uma quadra cheia de buracos”.

     Entramos em contato com o diretor de esportes de Tracuateua, o senhor Felipe Osório, para pedir um posicionamento da atual gestão municipal e do setor de esportes da cidade sobre as denúncias e reclamações em questão, porém, até o momento não nos foi dirigida nenhuma resposta oficial.

 

Matéria:

Fabrício Monteiro

 

1.376 viewsPublicado por: Allan Corrêa | em: 28/06/2017
COMENTE:
Arrow
Arrow
Slider
Arrow
Arrow
Slider