home NOTICIA GERAL-01 124 views #

Trabalhadores da educação de Tracuateuaprotestam contra atraso de salários

      Nessa terça (14 de Agosto), educadores da rede pública de Tracuateua e demais servidores promoveram um ato pelas ruas da cidade para denunciar e cobrar da gestão municipal o pagamento de seus salários atrasados.

     Em assembleia extraordinária do SINTEPP (sindicato dos trabalhadores e trabalhadoras de educação pública do Para) – Sub sede Tracuateua, no centro comunitário “Nossa senhora de Nazaré”, servidores discutiram a atual situação da educação do município de Tracuateua, sobretudo a questão dos vencimentos atrasados de todos os trabalhadores.

    Uma queixa dos servidores foi em relação ao salário de Junho pago com muito atraso e a outra é em relação ao vencimento do mês de Julho que até o momento ainda não foi pago aos trabalhadores mesmo após já haver ocorrido a transferência de recursos do FUNDEB (fundo nacional de desenvolvimento da educação básica) para o município.

   Em nota, o SINTEPP explica que de Janeiro a Julho de 2018 a prefeitura municipal de Tracuateua, através da secretaria municipal de Tracuateua, recebeu em repasse do governo federal o montante de R$ 16.678.019,03 e gastou com folha de pagamento de janeiro à junho desse ano) a quantia de R$ 13.046.189,30 (estimativa feita a partir de informações do Portal Transparência; dessa forma, a secretaria municipal de educação de Tracuateua deveria ter um saldo de R$ 3.628.829,73, recurso financeiro suficiente para quitar o mês de julho e ainda depositar a primeira parcela do 13º salário dos servidores.

   A direção do SINTEPP de Tracuateua informou que haviam agendado para hoje uma reunião com representantes do governo municipal, entretanto, foram comunicados as vésperas do adiamento desta reunião. Diante da situação os trabalhadores decidiram em assembleia que seria necessário ocupar as ruas da cidade para expor a situação e pressionar a gestão para quitar os salários atrasados.

   Com apitos, palavras de ordem e constantes discursos em apoio a manifestação, os trabalhadores que se sentem lesados com a situação promoveram uma caminhada por ruas da cidade carregando faixas e cartazes reivindicando a garantia de seus direitos.

   Como encaminhamento, os presentes na assembleia de hoje definiram que caso não haja uma proposta para a solução imediata do problema em questão por parte do governo o estado de greve dos servidores será instaurado. A coordenação local do SINTEPP diz que essa situação conflituosa entre gestão e trabalhadores poderá ser exposta no tradicional desfile da independência (7 de setembro) através de desfile de protestos, assim como a negação de escolas em participar do evento.

 

124 viewsPublicado por: Allan Corrêa | em: 16/08/2018
COMENTE:
Arrow
Arrow
Slider
Arrow
Arrow
Slider